* AGORA EM GARANHUNS A TRADIÇÃO MILENAR JAPONESA. -- * CLIQUE AQUI E VOCÊ SERÁ DIRECIONADO(A) AO SITE OFICIAL PARA INFORMAÇÕES E FAZER SUAS COMPRAS. TELEFONES: (87) 3761-5949 – (87) 9966-2260 e o (87) 8105-3637 --

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

27.11.14 - DAQUI À POUCO, ÀS 19 HORAS, REPRISES DAS EDIÇÕES DO PROGRAMA COMBATE DE HOJE, NA RADIO WEB SAUDADE - WWW.RADIOSAUDADENAWEB.COM.BR - OU ENTÃO, CLIQUE NA LOGOMARCA DA RÁDIO.

ENDIVIDAMENTO (27/11/2014) – COMENTÁRIO DE CARLOS PRATES NO SBT MEIO DIA

Primo teria encomendado morte do vice-prefeito de Cumaru, diz polícia

Vice-prefeito de Cumaru assassinado me Caruaru

Caminhonete dirigida pelo Vice-prefeito
Dois policiais militares suspeitos de envolvimento no assassinato do vice-prefeito de Cumaru, no Agreste de Pernambuco, foram presos na quarta-feira (25). Marco Antônio Bezerra da Costa foi assassinado em setembro deste ano e os suspeitos de encomendar o homicídio seriam o primo dele - um fazendeiro de Gravatá - e um vaqueiro. Preliminarmente, a motivação seria uma disputa de terras. “Eram terras no distrito de Ameixas, que envolviam interesses da vítima e do acusado. Isso ocasionou essa morte. É uma motivação preliminar, o inquérito ainda está sob sigilo, a gente não pode divulgar mais informações. O que a gente pode divulgar, por hora, é que havia um atrito, um conflito entre a vítima e o mandante do crime”, explicou o delegado Bruno Vital. Estes são os únicos suspeitos que a polícia ainda não conseguiu prender dentro das operações Espora e Rédea Curta, deflagradas na quarta-feira (24), em sete municípios da região Agreste.
Outros detalhes das operações foram divulgadas nesta quinta-feira (25), durante entrevista coletiva realizada no Recife. Ao todo, as ações teriam foco em 11 envolvidos e nove foram presos na quarta-feira (24), de acordo com a polícia. Nas investigações, teria sido descoberto que o grupo matou pelo menos 10 pessoas em um ano. O líder da quadrilha dava as ordens de dentro do presídio de Pesqueira, articulando quem seriam os executores de homicídios encomendados na região. Os principais seriam os dois policiais militares - um soldado do estado da Paraíba e outro de Belo Jardim. Eles teriam assassinado o vice-prefeito de Cumaru quando este transitava pela BR-104 em Caruaru. “A participação de policiais militares realmente torna a investigação mais complexa e detalhada, já que eles são conhecedores de práticas de atividade policial. Então, os crimes eram cometidos de forma que as tarefas eram muito bem distribuídas e planejadas”, explica a delegada Pollyanne Farias.

O policial militar de Pernambuco foi preso no 15º Batalhão em Belo Jardim. “Até então, o policial, que tem cinco anos de corporação, vinha desempenhando suas funções dentro da normalidade e era tido entre os companheiros como um policial de destaque. Então, para a gente foi uma surpresa”, detalhou o major Leonardo Lima, comandante do 15º Batalhão. (G1Caruaru)

VOCÊ SABE O QUE É ALIENAÇÃO PARENTAL?

Por:
Carla Moradei Tardelli
Leandro Souto da Silva

Amores chegam ao fim, casais se separam, filhos têm que aprender a viver com o desfazimento dos laços que mantinham os pais unidos.
Acontece com frequência, nas melhores e nas piores famílias. Nas piores, e aqui falamos de famílias pouco preparadas emocionalmente, recaem sobre os filhos as mágoas e ressentimentos que contribuíram para o fim da relação.
A alienação parental sempre existiu. Um dos pais, geralmente o que se sentia abandonado por aquele que tomou a decisão de por fim à convivência conjugal, passava a manipular os filhos para que estes se afastassem e, até mesmo, odiassem aquele que havia deixado o lar comum.
Hoje, nomeada e matéria de lei (Lei 12318/2010), a alienação parental vem sendo discutida até mesmo pela grande mídia, tornando evidente a absurda crueldade perpetrada contra pais e filhos, na tentativa do guardião em afastá-los como forma de punição e vingança pelo “abandono” daquele que foi, e muitas vezes ainda é, seu objeto de amor.
Inicialmente sutil, o alienador procura desmerecer o outro genitor diante dos filhos, menosprezando-o e tornando evidentes suas fraquezas, desvalorizando suas qualidades enquanto pai e ser humano. Aos poucos, vai se tornando mais ostensivo, impedindo o contato e rompendo os vínculos entre o alienado e os filhos.
Sendo a guarda deferida usualmente às mães, são as mulheres as maiores alienadoras. Alguns comportamentos são comuns e demonstram o grau de perversidade do alienador: impedimento de visitas, omissão de fatos relevantes da vida da criança, criação de histórias pejorativas sobre o alienado, mensagens contraditórias que deixam os filhos receosos na presença do pai/mãe alienado, ameaças de abandono caso a criança goste dele e de sua companhia.
As consequências à saúde física e mental das crianças que vivem sob a tortura de um pai alienador são muitas, entre elas os distúrbios de alimentação, a timidez excessiva, os problemas de atenção/concentração, a indecisão exacerbada e, até mesmo a drogadição (consumo de drogas), como forma de fuga de uma realidade massacrante e com a qual não conseguem lidar.
O art. 3º da citada lei explicita as consequências danosas às crianças e adolescentes envolvidos na dinâmica alienante, entre elas os riscos a um desenvolvimento global saudável, uma vez que seu direito à convivência com ambos os genitores é desrespeitado por um deles.
A alienação parental é, em si, um fator desestabilizante, que prejudica o desenvolvimento dos filhos envolvidos, bem como o alienado e o alienador, impedindo que prossigam com suas vidas e elaborem o luto pela separação.
A importância de se falar sobre o assunto, expô-lo ao grande público ajuda a trazer alguma racionalidade sobre um comportamento tão pouco debatido até alguns anos atrás, quando pais e filhos eram afastados e não se percebia, nitidamente, a participação do genitor guardião nesse esgarçamento de vínculos tão importantes.
No entanto, é necessário que se tenha cuidado com a banalização da questão. Por estar sendo discutida em novelas, programas vespertinos, revistas femininas, pode-se usar um quadro grave e complexo de maneira leviana, atribuindo a um pai/mãe preocupado com atitudes verdadeiramente prejudiciais a seu filho, o estigma de alienador.
A alienação é o extremo da perversidade. É o desprezo pelo outro, a necessidade de vingança pelo desamor, destilado através de crianças e adolescentes, que se tornam verdadeiros instrumentos de ataque àquele que decidiu seguir sua vida sem a companhia do alienador.
Ao ser trazida para o campo legal, a alienação passa a ter um enfoque não só psicológico, mas também jurídico. O pai guardião, pode, se constatada a alienação, sofrer sanções graves, inclusive com a inversão da guarda previamente estabelecida e a suspensão da autoridade parental, como disposto no art. 6º.

Portanto, antes mesmo de se falar em alienação parental é preciso que se conheça não só o conceito do instituto, como também suas consequências jurídicas. Há que se ter cautela quanto à alegação de forma indiscriminada quanto à ocorrência da alienação parental, para que essa não se torne uma bandeira ou argumento de vingança de casais em litígio.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

26.11.14 - DAQUI À POUCO, ÀS 19 HORAS, REPRISES DAS EDIÇÕES DO PROGRAMA COMBATE DE HOJE, NA RADIO WEB SAUDADE - WWW.RADIOSAUDADENAWEB.COM.BR - OU ENTÃO, CLIQUE NA LOGOMARCA DA RÁDIO.

Ministro do STJ diz que nenhum outro país ‘vive tamanha roubalheira’, sobre Petrobras

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Newton Trisotto, relator do julgamento que manteve preso homem apontado pela Polícia Federal (PF) como operador de Youssef no exterior nesta terça-feira (25), disse que a corrupção brasileira é “uma das maiores vergonhas da humanidade”. Já o ministro Felix Fischer cogitou que nenhum outro país viveu “tamanha roubalheira”. A 5ª Turma da Corte decidiu por unanimidade manter a prisão de João Procópio de Almeida Prado.
“A corrupção no Brasil é uma das maiores vergonhas da humanidade”, afirmou o relator Newton Trisotto, em uma sessão de discursos fortes. O ministro também ressaltou a extensão que está tomando a Operação Lava-Jato, ao revelar cifras bilionárias.
A defesa de João Procópio, alegou que a prisão havia sido cumprida sem requisitos legais. Ou seja, diziam que a prisão havia sido fora da lei, e que deveria ser revogada.
“Pelo valor das evoluções, algo gravíssimo aconteceu”, disse Trisotto.
Trisotto, acompanhado pelos outros ministros, negou essa tese, e qualificou o papel de João Procópio no esquema como “fundamental”.
“Prado assumia papel relevante no esquema, controlava contas de Youssef no exterior. Foi fundamental para controlar dinheiro de origem ilícita”, afirmou o relator. Com essa decisão unânime, o STJ reforçou a posição do juiz federal Sérgio Moro, que conduz a Operação Lava-Jato e vem sofrendo duros ataques de advogados.
O ministro Felix Fischer, ex-presidente do STJ, classificou a corrupção no Brasil entre as maiores do planeta:
“Acho que nenhum outro país viveu tamanha roubalheira”, afirmou Fischer.
O relator Newton Trisotto pediu ainda “coragem” para o juiz Sérgio Moro. Trisotto citou o jurista Ruy Barbosa ao dizer que um juiz não pode ser “covarde”.

“Não há salvação para o juiz covarde. O juiz precisa ter coragem para condenar ou absolver os políticos e os economicamente poderosos”, declarou o relator. (Verdade Gospel)

MÃO GRANDE E CULTURA

Há pessoas, estonteante maioria, que se defendem de seus vícios, erros e comportamentos neuróticos dizendo que isso é coisa de família ou que é humano… Nada fora dos instintos é humano. Instinto é defender o corpo de iminentes ataques, é espirrar, tossir, coçar-se, enfim… Sabemos bem das coisas que nos são naturais e das que resultam de nossas decisões pífias, covardes.
Claro que você já imaginou que não estou de graça nesta conversa mole. E está certo. Tenho diante de mim uma declaração do ministro da justiça, um velho mantra brasileiro, a declaração, e que em nada nos enleva ou inspira melhores dias.
Falando sobre corrupção, o ministro andou dizendo que ela é cultura no Brasil. “A corrupção é cultural no Brasil”, bem assim, ele disse. Ele está certo e está errado. Sim, sei, algo não pode ser e deixar de ser ao mesmo tempo e sob o mesmo ponto de vista, sei disso desde que nasci… Mas, sou brasileiro. E sem muito orgulho, como cantam os estúpidos em jogos de Seleção Brasileira.
O que o ministro diz se alicerça sobre o cotidiano. O povo, o homem do povo, é um potencial e baita desonesto, nunca foi tentado, não teve chances de ser ladrão ou “corrupto”, palavra que hoje não ofende mais. O brasileiro é honesto até passar pela tentação, aí ele será de fato conhecido, antes não. E vale para mim. Até hoje não fui tentado, no dia em que o for, bah, aí me conhecerei…
O brasileiro por “instinto” luta para trabalhar pouco, ganhar bem, folgar o mais possível, tirar o lugar do outro na fila, enganar a mulher, o chefe, até os filhos… Só que o ministro da “justiça” tinha que saber que muito, quase toda, a corrupção cotidiana dos brasileiros desonestos vem da quase “certeza” da impunidade. O crime no Brasil compensa. Quem dos “grandes” do Mensalão está preso, quem? Todos absolutamente livres. E quem os soltou? Bolas, os amigos da “Corte”… E isso é ou não é um incentivo ao povinho distante da “Corte”? Por que haverei de ser honesto se quem me tem por dever de dar o exemplo não o faz, hein, senhor ministro? Ademais, esperar o quê daquelas caravelas malditas que um dia chegaram por aqui?…
REPETIÇÃO
De tempinhos em tempinhos, preciso me repetir. Lá vai. Se você é mulher, veste-se com apuro, discreta, educada, competente no trabalho e honesta, tire seu cavalinho da chuva, você não ficará com a vaga ou nem por muito tempo no trabalho, seja ele qual for. As “jararacas” a irão destruir. As mulheres só se toleram, e olhe lá, quando são iguais. Isso é regra mundial, sem exceções. Sem, eu disse. Abra o olho. Ah, mas eu sei também – quem não sabe? – que achar essa mulher acima descrita é tão difícil quanto encontrar Eva na missa…
COPIA
Trecho de uma pesquisa feita pela empresa americana Workplace Bullying, numa tradução direta: Aporrinhação no ambiente de trabalho: – “As mulheres perseguem mais que os homens colegas de trabalho do mesmo sexo”… E eu acrescento: a competição das mulheres nunca é com os homens, é sempre com outras mulheres. Perder a posição para um homem, tudo bem, elas pensam e dizem. Jamais para outra mulher, elas vociferam. Eu ia dizer cuidado, leitora, e quase esquecia que essa é uma via de mão dupla. Sutil…
FALTA DIZER
Alguma mulher algum dia te “ferrou” no trabalho, Prates? Nunca, nenhuma. E os homens? – Espere, deixe-me pegar a lista… Faltam-me dedos, leitora, já usei até dedos emprestados para fazer a conta… (Luiz Carlos Prates)

PERMITEM? (26/11/2014) – COMENTÁRIO DE CARLOS PRATES NO SBT MEIO DIA

Polícia realizou operações Rédea Curta e Espora em sete municípios de PE

 A Polícia Civil de Pernambuco com o apoio da Polícia Militar realizou nesta quarta-feira (26) as operações Rédea Curta e Espora e cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão contra suspeitos de homicídios e de participação em organização criminosa. As ações foram realizadas nos municípios de Caruaru, Belo Jardim, Pesqueira, Gravatá, Sanharó e São Bento do Una, no Agreste e também em Catende, na Mata Sul.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, foram cumpridos 13 mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão domiciliar. Ainda segundo a assessoria, “as investigações da Operação Espora tiveram início em agosto deste ano e foram efetuadas pela Delegacia de Belo Jardim”. “Já a Operação Rédea Curta começou em setembro, a partir do assassinato do vice-prefeito de Cumaru. Ele foi morto na BR-104 em Caruaru”. 90 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, e 30 policiais militares participaram das operações. O balanço deve ser divulgado em uma coletiva de imprensa. (G1 com atualização do blog do Combate)

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Gilmar Mendes: Diante do petrolão, mensalão seria julgado em ‘pequenas causas’

O ministro Gilmar Mendes(Foto), do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta quinta-feira que o grande volume de recursos movimentados no esquema de desvios e fraudes em contratos da Petrobras coloca o escândalo político “em outra galáxia” e leva o julgamento do mensalão, o maior escândalo já analisado pela Suprema Corte, a um “juizado de pequenas causas”. A Polícia Federal estima que o petrolão tenha lavado cerca de 10 bilhões de reais nos últimos anos. O mensalão, por sua vez, sangrou os cofres de instituições públicas e privadas em cerca de 173 milhões de reais.
“No caso do mensalão, falávamos que estávamos julgando o maior caso de corrupção investigado e identificado. Agora, a Ação Penal 470 teria que ser julgada em juizado de pequenas causas pelo volume que está sendo revelado nesta questão”, afirmou o magistrado. Mendes fez coro à avaliação de investigadores de que os valores desviados no petrolão podem ser muito maiores do que os previstos inicialmente. Um dos indicativos são os recursos que delatores, como o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef e o ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro Barusco, aceitaram devolver aos cofres públicos.
“Quando a gente vê o caso, uma figura secundária, que se propõe a devolver 100 milhões de dólares, já estamos em um outro universo, em outra galáxia”, disse Gilmar Mendes, em referência a Pedro Barusco, apontado como braço-direito do ex-diretor de Serviços da estatal, Renato Duque.

Segundo o ministro, os altos valores do esquema do petrolão enfraquecem o argumento de que a movimentação financeira do grupo criminoso seria utilizada essencialmente para abastecer campanhas políticas. “Há um certo argumento ou álibi de que isso tudo tem a ver com campanha eleitoral, mas estamos vendo que não. Esse dinheiro [do petrolão] está sendo patrimonializado. Passa a comprar lanchas, casas, coisas do tipo”, declarou. (Verdade Gospel)

25.11.14 - DAQUI À POUCO, ÀS 19 HORAS, REPRISES DAS EDIÇÕES DO PROGRAMA COMBATE DE HOJE, NA RADIO WEB SAUDADE - WWW.RADIOSAUDADENAWEB.COM.BR - OU ENTÃO, CLIQUE NA LOGOMARCA DA RÁDIO.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

21.11.14 - DAQUI À POUCO, ÀS 19 HORAS, REPRISES DAS EDIÇÕES DO PROGRAMA COMBATE DE HOJE, NA RADIO WEB SAUDADE - WWW.RADIOSAUDADENAWEB.COM.BR - OU ENTÃO, CLIQUE NA LOGOMARCA DA RÁDIO.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

MPF do DF pede para Exército cassar medalha de condenados no mensalão

Corte Suprema no Julgamento do Mensalão
O Ministério Público Federal no Distrito Federal solicitou, no final de outubro, que sejam cassadas as medalhas de honra concedidas pelo Exército a cinco condenados no julgamento do mensalão.
Os condecorados que correm o risco de perder a honraria são os ex-deputados José Genoíno (PT-SP), João Paulo Cunha (PT-SP), Roberto Jefferson (PTB-RJ) e Valdemar Costa Neto (PR-SP), agraciados com a Medalha do Pacificador. Já o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pode perder a medalha da Ordem do Mérito Militar, que também foi dada a Jefferson.
A procuradora da República Eliana Pires Rocha abriu um inquérito civil sobre o caso e enviou, em 30 de outubro, um ofício ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para que cobre do Exército a cassação das medalhas. O ofício ainda está no gabinete dele pendente de análise.
A concessão das medalhas é regulamentada por dois decretos, que determinam que sejam cassadas quando a pessoa é condenada pela Justiça com sentença transitada em julgado.
No caso da Ordem do Mérito Militar, também perde a honraria quem tiver tido seus direitos políticos suspensos ou mandatos eletivos cassados, que foi justamente o que aconteceu com Dirceu e Jefferson.

Em seu ofício, a procuradora questiona o comandante do Exército, Enzo Peri, sobre as “medidas que foram tomadas ou vem sendo adotadas frente aos referidos condenados a fim de dar atendimento a tais normas”. O comando do Exército ainda não se pronunciou. (G1)