* AGORA EM GARANHUNS A TRADIÇÃO MILENAR JAPONESA. -- * CLIQUE AQUI E VOCÊ SERÁ DIRECIONADO(A) AO SITE OFICIAL PARA INFORMAÇÕES E FAZER SUAS COMPRAS. TELEFONES: (87) 3761-5949 – (87) 9966-2260 e o (87) 8105-3637 --

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

General Paulo Chagas se pronuncia contra o PT e atinge milhares de pessoas

30.10.14 - DAQUI À POUCO, ÀS 19 HORAS, REPRISES DAS EDIÇÕES DO PROGRAMA COMBATE DE HOJE, NA RADIO WEB SAUDADE - WWW.RADIOSAUDADENAWEB.COM.BR - OU ENTÃO, CLIQUE NA LOGOMARCA DA RÁDIO.

Se comprovadas, denúncias de fala contra Dilma podem gerar impeachment, diz jurista

Ives Gandra Martins, professor e jurista, falou à Jovem Pan sobre as possíveis consequências legais se as denúncias de Alberto Youssef, revelada pela revista ‘Veja’, forem comprovadas.
Youssef disse que Dilma e Lula sabiam da corrupção na Petrobras investigada pela Polícia Federal. A frase teria sido proferida em regime de delação premiada acordada entre o réu e os investigadores.
“Quem pede delação premiada não pode mentir”, explica Ives ao repórter Anchieta Filho. “Se fosse apenas uma mera alegação, essa alegação viria a prejudicá-lo, não beneficiá-lo, porque ele teria que responder pelo crime de difamação”.
Caso a fala seja confirmada depois pelas investigações, a presidente teria praticado improbidade administrativa, que leva ao impeachment.
“A denúncia é muito grave e chega a ser provável que nós vamos ter pelo menos a abertura de um processo de impeachment”, projeta Ives. “O fato é gravíssimo: foi utilizada a maior empresa do Brasil para gerar recursos ao partido dos presidentes da República”.
“Se for aberto um processo de impeachment, se tudo ficar comprovado, o presidente da República poderia ser Michel Temer, o vice-presidente”, avalia ainda o jurista, ressaltando que essa cogitação está presa a diversas condicionais. “Tudo hipóteses”.
“Precisa de provas: houve ou não houve corrupção?”.

“Há um mundo de elementos que terão de ser comprovados, mas, se forem, a gravidade é monumental”, conclui. (Verdade Gospel)

A VITÓRIA DE DILMA EM PERNAMBUCO AO ALCANCE DOS OLHOS

*Engenheiro Paulo Camelo
Sempre a população exercerá a sua sabedoria, quando quiser, evidentemente e contrariamente ao que os políticos queiram.
       As condições materiais para análise política são ditadas pelos verdadeiros atores políticos: as pessoas. Considerando que não havia segundo turno para o governo do Estado, a população de Pernambuco resolveu nacionalizar o processo eleitoral, a revelia das lideranças estaduais (Jarbas; Paulo Câmara; Geraldo Júlio; Mendonça Filho; Humberto Costa; Edilson Silva; Teresa Leitão; Renata Campos; João Lyra; João Paulo; e tantos outros).
       Após a “Refundação” e a conquista do poder central, o PT se transformou num partido político de Centro, ora oscilando para Centro-direita, ora para a Centro-esquerda. É um Partido da Ordem Burguesa, assim como o é o PSDB.
       A Política Social Compensatória, iniciada no governo FHC, através do Programa Comunidade Solidária (Bolsa Escola; Vale Gás, etc.), habilmente transformada pelo PT em “Bolsa Família”, tem um viés eleitoral e pesa sim a favor do governo, independente de coloração partidária. 
       O voto destinado a presidente Dilma, foi também oriundo de uma parcela da população progressista, ou de esquerda, a qual acredita na falsa ilusão de que o PT é um partido de "esquerda". Trata-se de um amor Platônico, não correspondido pelo PT.
       A população sabe que o PT, nos governos Lula e Dilma, destinaram verbas generosas para o governo Eduardo Campos, o qual habilmente escondia a autoria das mesmas, apartando-as da escala federal. A FIAT, recentemente instalada em Goiana/PE, é o retrato das concessões generosas do governo federal ao governo estadual do ex-governador, falecido, Eduardo Campos. Esse procedimento do PT, no segundo turno das eleições para Presidente da República, colando no empreendimento FIAT de Goiana/PE, enfraqueceu as iniciativas da articuladora do PSB, Renata Campos. Foi uma ação sútil do PT, mas de grande impacto eleitoral.
       É verdade que as lideranças do PT, ora associadas ao burguês e senador Armando Monteiro, estão fragilizadas no contexto estadual. 
       Igualmente, é verdade que Lula é uma liderança nacional, muito perigoso na política, e é filho natural do ex-Distrito de Garanhuns, hoje cidade, Caetés, Pernambuco. Há um casamento insolúvel de Lula com a população de Pernambuco. Portanto, o ex-presidente Lula, foi o principal abonador e arquiteto da vitória de Dilma em Pernambuco.
       No segundo turno houveram manifestações isoladas e acanhadas das lideranças do PSDB e do PSB, e demais partidos afins, em PE. Isso quer dizer, que a maioria dos Prefeitos do PSB, e demais políticos pró-Aécio, não vestiram a camisa plena do Aécio, enfraquecendo a sua campanha. Vide exemplo do empenho das lideranças políticas pró-Aécio, capitalizando a vitória do mesmo em Taquaritinga do Norte/PE.
        A maioria esmagadora da população não é progressista e muito menos esquerdista. Pelo exposto até aqui, podemos dizer que a população que queria “mudança”, votou no Aécio. Ou à Direita, não tem o direito de defender as suas “mudanças”?
        A presidente Dilma, representa o continuísmo de um governo que chega ao 12º ano consecutivo sem mover uma palha sequer em favor da transformação da sociedade brasileira para contribuir com a cicatrização da nossa história em face da exploração do homem pelo próprio homem. Afinal, o PT, com auxílio do PC do B, este último hegemônico no movimento estudantil, arrefeceram o movimento popular brasileiro sob os aplausos da burguesia. Vide as manifestações apartidárias, descontroladas e anarquistas de junho de 2013.
       Houve negação, parcial, a Aécio em Minas Gerais e não em Pernambuco. O Pernambu-cano é perdido de amor por Lula e mais ninguém. Em Pernambuco, Dilma é apenas afilhada de Lula, conhecida popularmente como a "mulher" (sem vinculação amorosa) do homem (Lula).  
       A população ainda não se expressou sobre a palavra "Mudança". Quais?  A presidente Dilma, também não disse quais são as “Mudanças”. Aécio e Marina, também falaram em "Mudança". Quais? Finalmente, quem está enrolando quem?
       Sobre a vitória de Paulo Câmara, para governador, nas eleições de 05.10.2014, pode-se dizer que os seus marqueteiros, habilmente souberam transformá-lo no candidato do ex-governador Eduardo Campos. Logo, o Paulo Câmara, ganharia a eleição com ou sem a presença física de Eduardo Campos. Sendo assim, pensar que foi a emoção que deu a vitória a Paulo Câmara, em PE, é uma atitude ingênua.   Armando Monteiro, chegou aos 43% de aceitação, até o momento em que a população imaginava que ele era o candidato de Eduardo Campos. Nos Debates o Armando Monteiro, colecionou antipatia pela sua arrogância patriarcal contra o candidato Paulo Câmara, afilhado do ex-governador, falecido, Eduardo Campos. Além do Paulo Câmara, ter mais identificação com a juventude, do que o cinqüentão Armando Monteiro.
     Os setores em Pernambuco, que não aceitam o PT, habitam no PSOL, PCB, PSTU, PSDB, PPS, DEM, PMDB e porque não dizer, nos eleitores do ex-candidato a presidente Aécio Neves. É uma geléia geral.
     As pessoas se mobilizam na maioria das vezes no terreno das ilusões. Era esse o sentimento que unificava as pessoas, sejam Dilmistas, Lulistas, Petistas, Psolistas, ou não, as quais se encontravam na comemoração da vitória de Dilma, realizada na noite de 26.10.2014, no Marco Zero, Recife/PE.
     Por fim, imagino que não existe a expressão de que o governo antidemocrático da presidente Dilma, vai dialogar com as "mudanças" (quais?), infantilmente pretendidas pelas pessoas ou partidos políticos, uma vez que o governo Dilma vai priorizar dialogar com as Classes Dominantes do país, visando acalmar o Mercado. (*Paulo Camelo de Holanda Cavalcanti, engenheiro civil, ex-candidato a Deputado Federal pelo PSOL/PE)

A FALA DE LULA

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

29.10.14 - DAQUI À POUCO, ÀS 19 HORAS, REPRISES DAS EDIÇÕES DO PROGRAMA COMBATE DE HOJE, NA RADIO WEB SAUDADE - WWW.RADIOSAUDADENAWEB.COM.BR - OU ENTÃO, CLIQUE NA LOGOMARCA DA RÁDIO.

PF prende outro suspeito de participação na morte de promotor de Itaíba

Um outro suspeito de envolvimento na morte do promotor de justiça Thiago Faria Soares, assassinado há um ano no Agreste de Pernambuco, foi preso pela Polícia Federal (PF), nesta quarta-feira (29), no interior da Bahia.
De acordo com informações repassadas pela assessoria de comunicação da PF, esse homem, que teria um forte vínculo com o fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, suspeito de ser o mandante do crime, estava escondido na cidade de Senhor do Bonfim.
"Não podemos esclarecer melhor os vínculos que o suspeito tinha com Zé Maria, mas ele é auxiliar de serviços gerais e já tinha trabalhado para o fazendeiro. O caso corre em segredo de Justiça e ainda não foi finalizado, deve demorar um pouco", disse o superintendente da PF em Pernambuco, Marcello Diniz Cordeiro (Foto).

O homem preso na Bahia teria deixa do o município de Águas Belas, onde o homicídio aconteceu, no mesmo dia do assassinato. O mandado de prisão temporária foi expedido pela juíza Carolina Souza Malta, titular da 36ª vara da Justiça Federal de Pernambuco. Ele deve chegar ao estado até a próxima sexta-feira (31), quando prestará depoimento e passará pelas medidas de praxe antes de ser encaminhado ao Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima. (G1 Caruaru)

Crianças se arriscam para ir à escola em Garanhuns


CLIQUE AQUI

'Dormi até em cemitério', diz suspeito de mandar matar promotor em PE

O suspeito de mandar matar um promotor de Justiça de Itaíba, no Agreste de Pernambuco, em outubro do ano passado, se apresentou à Polícia Federal (PF), nesta terça-feira (28). O fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa(Foto), 55 anos, estava foragido desde a época do crime e falou à imprensa que chegou a dormir em cemitérios para escapar da prisão.
José Maria chegou à sede da PF por volta das 18h, acompanhado pela esposa e por advogados. "Eu estou me apresentando espontaneamente. Isso era para ter acontecido bem antes, mas a Polícia Civil nunca quis me ouvir. O delegado da Polícia Federal [Alexandre Alves], na hora que chegou em Águas Belas, que procurou minha família, meus advogados, eu me dispus a me apresentar para contribuir com as investigações", disse.
A PF assumiu o caso em setembro passado, a pedido do Ministério Público Federal e por ordem do Superior Tribunal de Justiça. O delegado Alexandre Alves, que é de Brasília, assumiu o caso em caráter especial.
Na época do crime, ele tinha cabelos bem grisalhos e apareceu nesta terça com os fios pintados. A tintura estava sendo usada para dificultar a identificação. O suspeito não informou os locais onde esteve escondido nos últimos meses. "Eu estava na pior situação que vocês podem crer, não é fácil deixar a família e viver da maneira que vivi um ano, por causa da falta de interesse, de contribuição do estado. Cheguei a dormir várias vezes dentro de cemitério, dentro do mato e não tinha necessidade de nada disso, porque se o delegado [da Polícia Civil] tivesse mandado uma intimação, eu teria comparecido à delegacia. Nunca quiseram me ouvir", comentou.
José Maria Pedro Rosendo Barbosa também afirmou que votou no primeiro e segundo turno, o que indica que esteva em seu domicílio eleitoral, em Águas Belas, por duas vezes. A Polícia Federal informou, através de sua assessoria de imprensa, que não vai comentar esse fato, por enquanto. O fazendeiro alegou ainda que é inocente. "Eu vou ver o que vão me perguntar [no interrogatório], estou pronto para responder. Quero ouvir por que razão estou sendo acusado, porque nunca existiu motivo de eu praticar isso que estão me acusando. Eu nunca dei um bom dia [ao promotor], não conhecia ele", apontou.
O suspeito recebeu voz de prisão na sede da PF em cumprimento a um mandado temporário, que tem validade de 30 dias, podendo ser renovado pelo mesmo período. Segundo a PF, o depoimento dele na delegacia durou uma hora e meia. Às 22h, José Maria seguiu para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Ele ficará em uma área reservada que já foi acertada entre a Polícia Federal e a Secretaria de Defesa Social. Como a investigação corre em segredo de Justiça, o teor do depoimento não será revelado.

'Mais protegido'

Pela manhã, o advogado do fazendeiro, Anderson Flexa, havia informado que José Maria tinha decidido depor porque se sente mais protegido depois que a Polícia Federal assumiu o caso, em setembro, a pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e por ordem do Superior Tribunal de Justiça (STJ). “A Polícia Federal deixou bem claro que, em suas investigações, não vai descartar qualquer tese, qualquer linha de investigação. Isso para gente é confortante e é a certeza que nos passa que o depoimento de Zé Maria pode ser usado, agora, na tentativa de elucidação do caso”, explicou.
O crime aconteceu no dia 14 de outubro de 2013, na PE-300. Para a Polícia Civil, que iniciou a investigação do caso, foi o fazendeiro José Maria quem contratou o cunhado, Edmacy Ubirajara, para matar Thiago Faria. A motivação envolveria uma disputa pelas terras da Fazenda Nova. Ubirajara chegou a ser preso – passou dois meses no Centro de Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. O advogado de defesa conseguiu que o acusado saísse da prisão para responder pelo homicídio em liberdade.
O promotor foi morto no Agreste, quando seguia de Águas Belas para Itaíba, cidade onde trabalhava. Quatro cartuchos de espingarda 12 foram encontrados no carro dele.  A noiva, Mysheva Martins, e o tio dela também estavam no veículo, mas não ficaram feridos. Segundo simulação ocorrida em 23 de dezembro, os três foram perseguidos por um carro. O homem que estava no banco de trás desse veículo atirou com uma espingarda 12, acertando o promotor. Mysheva saiu do carro do noivo e se protegeu no barranco; o tio dela também saiu do veículo e andou pelo acostamento. Os atiradores voltaram e o homem que estava atrás atirou outras três vezes, antes de deixar o local do crime. Mysheva e o tio escaparam ilesos.
A Polícia Civil afirma que José Maria encomendou o assassinato porque o promotor teria ajudado a noiva a comprar a sede da Fazenda Nova em um leilão da Justiça Federal. José Maria perdeu a posse e teve que sair dessa fazenda. Em entrevista exclusiva à TV Globo, na época, o fazendeiro negou o crime. O advogado dele, Anderson Flexa, garantiu que seu cliente irá para a prisão, se assim a Justiça decidir. "Ele está disposto a isso. A única exigência é que garantam a integridade física dele", concluiu.

Conflito

Em agosto deste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou a imediata transferência de responsabilidades no caso do promotor para os órgãos federais. Para o ministro relator, Rogerio Schietti Cruz, é notório um conflito entre Polícia Civil e Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A Polícia Federal já estava a par de alguns atos urgentes, depois de liminar, enquanto tal determinação não era decidida. O pedido de federalização foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Para o STJ, "o crime estaria inserido no contexto de atuação de grupos de extermínio na área, conhecida como Triângulo da Pistolagem". Parentes da noiva do promotor já foram alvo de denúncias e investigações sobre este tipo de crime na região. (G1Caruaru)

Homem é morto na PE-218 na zona rural de Bom Conselho, no Agreste

Um homem de 25 anos foi assassinado a tiros na terça-feira (28) na PE-218 na zona rural de Bom Conselho, no Agreste. De acordo com a Polícia Militar, moradores informaram que ele era passageiro de uma moto e uma pessoa teria se aproximado em outra motocicleta e efetuado os disparos.

Ainda segundo a PM, a vítima morreu no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, também no Agreste. A polícia informou também que a pessoa que pilotava o veículo em que a vítima estava não ficou ferida. O caso está sendo investigado. Ninguém foi preso até o momento. (G1 Caruaru)

terça-feira, 28 de outubro de 2014

28.10.14 - DAQUI À POUCO, ÀS 19 HORAS, REPRISES DAS EDIÇÕES DO PROGRAMA COMBATE DE HOJE, NA RADIO WEB SAUDADE - WWW.RADIOSAUDADENAWEB.COM.BR - OU ENTÃO, CLIQUE NA LOGOMARCA DA RÁDIO.

OS DESMOTIVADOS

Acabei de ler sobre uma pesquisa e fui me olhar no espelho, imaginei que eu devia estar rubro de vergonha. A vergonha não me veio da pesquisa que acabara de ler mas de algumas ideias que me passaram pela cabeça.
Foi assim. Li a tal pesquisa, na verdade um estudo de doutores da Universidade de Harvard, EUA, e dei asas ao pensamento. E pensei tolice. A tolice foi lembrar-me de uma história tão bizarra que me deixou, pensei, com a cara vermelha de vergonha, tão tolinha a história. É a história de um sujeito que se dispôs a encontrar a felicidade. Saiu por aí, deu a volta ao mundo procurando por ela e… Nada. Nada de achar a felicidade. Foi então que encontrou um sábio e disse a ele de suas agruras em encontrar a felicidade, estava cansado, não achara a felicidade em lugar nenhum. Surpreso, ouviu do sábio: – Mas é claro que não a podes achar, estás procurando a felicidade fora de ti, ela está dentro de ti… Lembrei-me dessa história e fiquei com vergonha, tão bobinha ela é…
O tal estudo de Harvard é sobre Funcionários Desmotivados. Logo abaixo, vinham as razões principais: 1) Falta de um plano de carreira. Ah, é? E de quem é a culpa?
2) Desafios impossíveis. Ah, é? E quem impôs os desafios? Será um louco? – 3) Falta de reconhecimento no trabalho desenvolvido. Ah, é? E em que empresa isso existe? E se não existe, vais desistir? Frouxo. 4) Falta de um plano de remuneração variável. – E quem te obriga a ficar onde estás e a aceitar o que te dão? 5) Clima organizacional ruim. Será mesmo que é ruim ou tu é que és uma encrenca mal-humorada? E se não for assim, quem te obriga a ficar ali? E por fim – problemas pessoais. Ah, é? E o que a empresa tem a ver com isso?
Para todos os problemas há uma solução e todas as soluções passam pela decisão do reclamante. Não deu, está ruim aqui? Cai fora, vai buscar a tua felicidade lá longe… Mas não te esqueças de que ela, por princípio, nunca está na empresa, está em ti. Certo? Acho bom. E agora, queres um par de asas emprestado ou queres uma âncora? Sim, para voares ou para ficares onde estás. A decisão é tua, minha, nossa…

NÓS

Tens liberdade para ir e vir? Tens saúde? Tens então absolutamente tudo para ser feliz. Sem muxoxos. Sem desculpas. Essa de se dizer sofredor por causa da mulher, do marido, da empresa, disso ou daquilo é conversa de gente frouxa. Nosso trabalho não nos é imposto por ninguém, a escolha pelo trabalho foi escolha pessoal, logo, se não está dando certo é não culpar a ninguém senão ao vilão que está lá no espelho do banheiro. É bom ter consciência e parar de apontar o dedinho. Já bastam os “esquerdopatas” que culpam o capitalismo, os empresários por suas misérias existenciais.

ESTOFAR

Fico buzina da vida, na verdade eu ia dizer outra palavra, fico p… quando me tentam corrigir e “borram” o que escrevi. Exemplo? Pois não. Eu jamais escreveria – estufar o peito. Esse verbo – estufar – não existe, existe “estofar”, logo, é peito estofado e não estufado. Certo? Que bom!

FALTA DIZER


A cada dia é mais comum, mas não me vão dizer que é normal e que não tem problema… Estava na sala de um médico quando entraram uma jovem mulher e uma menina, filha dela. Fazendo a ficha, a secretária pergunta: Estado Civil? Solteira disse a mulher. Sim, mas e garotinha, a filha?… Ah, é normal, esqueci…  (Luiz Carlos Prates)

Para onde estamos indo?

Impeachment de Dilma

CLIQUE AQUI